contato@acupunturabauru.com.br
(14) 3234-1914 / 3011-1018
(14) 98130-2992

Quiropraxia

A Quiropraxia, de acordo com Organização Mundial de Saúde (OMS), é a área da saúde que trata e previne doenças dos sistemas nervoso, muscular e esquelético por meio de terapia manual, principalmente manipulação das articulações. Destacam-se, nesta prática, os métodos manuais, os quais englobam o controle e o manuseio das articulações, especialmente das regiões submetidas a luxações incompletas.

O quiropraxista dedica-se à prevenção, ao diagnóstico e ao tratamento das alterações de má posição articular, que interferem na função normal de músculos e nervos. A relação entre a estrutura, particularmente a coluna vertebral e o sistema músculo-esquelético, e a função, especialmente coordenadas pelo sistema nervoso, constitui a essência da Quiropraxia e o seu enfoque para a restauração e preservação da saúde.

O organismo humano quando funcionando adequadamente tem uma capacidade inata de manter-se saudável. O alinhamento da coluna vertebral é essencial para o bom fluxo de informações entre o cérebro e as funções vitais do corpo. O corpo humano é controlado pelo sistema nervoso central, que nada mais é que cérebro + medula. A coluna vertebral tem o papel de proteger este sistema. Sendo assim, uma pequena disfunção na coluna interfere diretamente na comunicação entre o cérebro e os órgãos. Quando isso acontece podem aparecer dores de cabeça, desconfortos menstruais, dores nas costas, torcicolo, dor ciática, insônia, asma, estresse, problemas digestivos, dores e desconfortos nas pernas e braços, por exemplo. A Quiropraxia, portanto, não cura o corpo, mas o próprio corpo se cura. O exercício da Quiropraxia enfatiza o tratamento conservador do sistema neuro-músculo-esquelético, sem o uso de medicamentos e procedimentos cirúrgicos. Causas e consequências biopsicossociais também são fatores significativos na abordagem do paciente.


História da Quiropraxia


Em tempos remotos, 2.700 a.C. e 1.500 a.C, gregos e chineses referiam-se a exercícios elementares de manuseio das articulações nos membros inferiores dos seres humanos, com o objetivo de atenuar dores na região lombar. Hipócrates também destacava a importância destes métodos, concebendo a coluna vertebral como fonte das mais diversas enfermidades.

Embora a manipulação da coluna se remonte aos tempos de Hipócrates e médicos da Grécia antiga, a descoberta da Quiropraxia é atribuída a D.D. Palmer em 1895, com a primeira escola para a formação de quiropraxistas iniciada na cidade de Davenport, estado de Iowa, nos Estados Unidos da América em 1897.

Palmer desenvolveu a Teoria da Quiropraxia e seu método inspirando-se em diversas fontes, incluindo a manipulação médica, “bonesetting” e a osteopatia, como também incorporou aspectos originais desenvolvidos por ele mesmo.

O termo “Quiropraxia”, derivado de duas raízes gregas: Quiro - mãos e Praxis - praticar “praticar com as mãos”, é atribuido a D.D. Palmer e lhe foi dado por um paciente o Reverendo Samuel Weed.

A Quiropraxia se desenvolveu nos Estados Unidos da América durante um período de reformas significativas na formação médica e no seu exercício profissional. Nesta época havia uma grande variedade de opções de tratamento, tanto dentro da medicina convencional, como entre outras inúmeras abordagens alternativas no cuidado da saúde.

No Brasil, o norte-americano William F. Fipps foi o primeiro profissional a exercer a Quiropraxia. Henry Wilson Young, professor de pilotagem da Força Aérea Brasileira, depois de receber algumas aulas desta técnica com seu irmão, Dr. Harold Young, cria em 1952, no Brasil, alguns cursos ainda não oficializados e tem a iniciativa de converter o seu aprendizado em socorro à população carente.

Em 1992 é instituída em São Paulo a Associação Brasileira de Quiropraxia, ABQ, que passa a atuar como mandatária da Quiropraxia no país e no exterior. Além disso, ela é qualificada pela Federação Mundial de Quiropraxia, entidade amplamente reconhecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS).


Principais problemas Tratados pela Quiropraxia



•Dores na coluna lombar

•Hérnia de disco e dor ciática

•Dores no pescoço

•Dores de cabeça

•Dores e tensão muscular

•Problemas nas articulações do ombro, cotovelo, punho, joelho, tornozelo

•Restrições a movimentações

•DORT/LER


Avaliação



O diagnóstico específico é feito após uma entrevista e exame clínico minucioso, que inclui análise postural, a realização de teste ortopédico e neurológico e palpação cuidadosa de articulações, músculos e outras estruturas afetadas.
Caso sejam necessários exames complementares como Raio-X, Tomografia e Ressonância Magnética serão solicitados. Estes dados são fundamentais para o tratamento apropriado.


Tratamento



O tratamento é feito com dois objetivos: corrigir e prevenir problemas articulares. Tendo sido feito o diagnóstico, é definido um plano de tratamento apropriado a cada condição.
Existem diversas técnicas que foram desenvolvidas para restaurar a movimentação articular.
O ajustamento, quando indicado, é muito específico e indolor.
Com isto, normalmente, observa-se uma diminuição importante da dor, relaxamento muscular, aumento da mobilidade e restauração da função articular.
Técnicas específicas para o tratamento das alterações musculares, como Trigger Points (ou "pontos gatilhos") podem ser empregadas.



O tempo de tratamento depende de vários fatores, como idade, estilo de vida e duração do problema.
Outros fatores como tipo de trabalho, dieta, atitude e cooperação também são importantes.
O início do tratamento requer visitas mais frequentes que variam de uma a três vezes por semana, nas primeiras semanas, e esta frequência vai se reduzindo à medida que há melhora e regressão do quadro clínico. É comum os tratamentos durarem entre um a três meses.
O objetivo é que a recuperação ocorra no menor tempo possível.




Fonte: Informações extraídas e adaptadas do site quiropraxia.org
contato@acupunturabauru.com.br
(14) 3234-1914 / 3011-1018 / 98130-2992