itmm.bauru@gmail.com
(14) 3234-1914 / 3011-1018
(14) 98130-2992

LOMBALGIA E MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

Dores lombares são alterações músculos-esqueléticas mais comuns nas sociedades industrializadas e acometem entre 70% a 80,5% da população em ambos os sexos.

A dor lombar é provavelmente um dos problemas mais comuns no Brasil, e também uma das razões mais frequentes para o encaminhamento ao tratamento de acupuntura.

Na medicina ocidental, as algias lombares são decorrentes ao esforço requerido para atividades do trabalho e ou estilo de vida diária. Na medicina tradicional chinesa (MTC), as algias lombares são decorrentes da invasão de fatores externos, fatores internos e diversos.

As causas externas referem-se à invasão de excessos ambientais (frio, calor, umidade, vento) e a estagnação de energia (Qi) e sangue (xue) devido ao esforço excessivo e lesões. Já as causas internas referem-se aos desequilíbrios causados por emoções e as causas diversas são desequilíbrios alimentares, falta de atividade física, uso indiscriminado de medicamentos, entre outros. Sendo que tudo isso leva a uma deficiência energética do Rim, cuja energia vital é diretamente relacionada a saúde da região lombar.

O tratamento dependendo das causas da dor lombar, vai englobar a aplicação de Acupuntura sistêmica, acupuntura auricular, uso de ventosas e moxa (aquecimento de alguns pontos ou regiões). A associação com a homeopatia, cuja escolha do medicamento deve ser feita seguindo a repertorização homeopática, constitui um excelente tratamento para as lombalgias, com alívio imediato dos sintomas, sem efeitos colaterais e principalmente, buscando o equilíbrio do paciente, afim de que o sintoma não retorne mais.

itmm.bauru@gmail.com
(14) 3234-1914 / 3011-1018 / 98130-2992